segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Centro de Valorização da Vida



O CVV - Centro de Valorização da Vida é uma das organizações não-governamentais (ONG) mais antigas do Brasil.

Fundada em 1962 por um grupo de voluntários, foi reconhecida como entidade de utilidade pública federal pelo decreto lei nº 73.348 de 20 de dezembro de 1973.

Sua atuação baseia-se essencialmente no trabalho voluntário de milhares de pessoas distribuídas por todas as regiões do Brasil.

É associado ao Befrienders Worldwide (
http://www.befrienders.org/), entidade que congrega instituições de apoio emocional e prevenção do suicídio em todo o mundo.



Missão

Valorizar a vida, contribuindo para que as pessoas tenham uma vida mais plena e, conseqüentemente, prevenindo o suicídio.


Visão

Uma sociedade compreensiva, fraterna e solidária.
(As pessoas Vivendo Plenamente, tendo o CVV contribuído para isso)


Valores

* Confiança na Tendência Construtiva da Natureza Humana
* Trabalho Voluntário motivado pelo espírito samaritano, de acordo com a Proposta de Vida
* Direção Centrada no Grupo
* Aperfeiçoamento Contínuo
* Comprometimento e Disciplina



Conheça o CVV em dois minutos com um vídeo desenvolvido pela Agência Abre Aspas





Conheça mais o CVV aqui. Ligue - 141











sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Com sacrifício, eu criei meus sete filhos...



Do meu sangue eram seis
E um peguei com quase um mês

Fui viajante, fui roceiro, fui andante
E pra alimentar meus filhos
Não comi pra mais de vez

Sete crianças
Sete bocas inocentes
Muito pobres mas contentes
Não deixei nada faltar

Foram crescendo
Foi ficando mais difícil
Trabalhei de sol a sol
Mas eles tinham que estudar

Meu sofrimento
Ah, meu Deus valeu a pena
Quantas lágrimas chorei
Mas tudo foi com muito amor

Sete diplomas
Sendo seis muito importantes
Que as custas de uma enxada
Conseguiram ser doutor

Hoje estou velho
Meus cabelos branqueados
O meu corpo está surrado
Minhas mãos nem mexem mais

Uso bengala
Sei que dou muito trabalho
Sei que as vezes atrapalho
Meus filhos até demais

Passou o tempo
Eu fiquei muito doente
Hoje vivo num asilo
E só um filho vem me ver

Esse meu filho
Coitadinho, muito honesto
Vive apenas do trabalho
Que arranjou para viver

Mas Deus é grande
E vai ouvir as minhas preces
Esse meu filho querido
Vai vencer eu sei que vai

Faz muito tempo
Que não vejo os outros filhos
Sei que eles estão bem
E não precisam mais do pai

E um belo dia me
Sentindo abandonado
Ouvi uma voz bem do meu lado

Pai eu vim pra te buscar
Arrume as malas
Vem comigo pois venci
Comprei casa e tenho esposa
E o seu neto vai chegar

De alegria
Eu chorei e olhei pro céu
Obrigado meu Senhor
A recompensa já chegou

Meu Deus proteja
Os meus seis filhos queridos
Mas foi meu filho adotivo
Que a este velho amparou!















quinta-feira, 9 de agosto de 2012

E se Jesus fosse Neopentecostal ?

Por Felipe Almada

Se Jesus fosse neopentecostal, não venceria satanás pela palavra, mas teria o repreendido, o amarrado, mandado ajoelhar, dito que é derrotado, feito uma sessão de descarrego durante 7 terças-feiras, aí sim ele sairia. (Mt 4:1-11)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria feito simplesmente o “sermão da montanha”, mas teria realizado o Grande Congresso Galileu de Avivamento Fogo no Monte, cuja entrada seria apenas 250 Dracmas divididas em 4 vezes sem juros. (Mt 5:1-11)

Se Jesus fosse neopentecostal, jamais teria dito, no caso de alguém bater em uma de nossa face, para darmos a outra; Ele certamente teria mandado que pedíssemos fogo consumidor do céu sobre quem tivesse batido pois “ai daquele que tocar no ungido do senhor” (MT 5 :38-42)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria curado o servo do centurião de cafarnaum à distância, mas o mandaria levar o tal servo em uma de suas reuniões de milagres e lhe daria uma toalhinha ungida para colocar sobre o seu servo durante 7 semanas, aí sim, ele seria curado. (Mt 8: 5-13)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria multiplicado pães e peixes e distribuído de graça para o povo, de jeito nenhum!! Na verdade o pão ou o peixe seriam “adquiridos” através de uma pequena oferta de no mínimo 50 dracmas e quem comesse o tal pão ou peixe milagrosos seria curado de suas enfermidades. (Jo 6:1-15)

Se Jesus fosse neopentecostal, ele até teria expulsado os cambistas e os que vendiam pombas no templo, mas permaneceria com o comercio, desta vez sob sua gerência. (MT 21:12-13)

Se Jesus fosse neopentecostal, quando os fariseus o pedissem um sinal certamente ele imediatamente levantaria as mãos e de suas mãos sairiam vários arco-íris, um esplendor de fogo e glória se formaria em volta dele que flutuaria enquanto anjos cantarolavam: “divisa de fogo varão de guerra, ele desceu a terra, ele chegou pra guerrear”. E repetiria tal performance sempre que solicitado. (Mt 16:1-12)

Se Jesus fosse neopentecostal, nunca teria tido para carregarmos nossa cruz, perdermos nossa vida para ganhá-la, mas teria dito que nascemos para vencer e que fazemos parte da geração de conquistadores, e que todos somos predestinados para o sucesso. E no final gritaria: receeeeeeebaaaaaa! (Lc 9:23)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria curado a mulher encurvada imediatamente, mas teria a convidado para a Escola de Cura para o aprender os 7... veja bem, os 7 passos para receber a cura divina. (LC 13:10-17)

Se Jesus fosse neopentecostal, de forma alguma teria entrado em Jerusalém montado num jumento, mas teria entrado numa carruagem real toda trabalhada em pedras preciosas, com Poncio Pilatos, Herodes e a cantora Maria Madalena cantando hinos de vitória “liberando” a benção sobre Jerusalém. E o povo não o receberia declarando Hosana! Mas marchariam atrás da carruagem enquanto os apóstolos contariam quantos milhões de pessoas estavam na primeira marcha pra Jesus. (MT 21:1-15)

Se Jesus fosse neopentecostal, ao curar o leproso (Mc 1:40-45), este não ficaria curado imediatamente, mas durante a semana enquanto ele continuasse crendo. Pois se parasse de crer.. aiaiaiaia

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria expulsado o demônio do geraseno com tanta facilidade, Ele teria realizado um seminário de batalha espiritual para, a partir daí se iniciar o processo de libertação daquele jovem. (Mc 5:1-20)

Se Jesus fosse neopentecostal, o texto seria assim: “ Mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um pobre entrar no reio dos céus” (Mt 19:22-24)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria transformado água em vinho, mas em Guaraná Dolly. (Jo 2:1-12)

Se Jesus fosse neopentecostal, ele teria sim onde recostar sua cabeça e moraria no bairro onde estavam localizados os palácios mais chiques e teria um castelo de verão no Egito. (Mt 8:20)

Se Jesus fosse neopentecostal, Zaqueu não teria devolvido o que roubou, mas teria doado ao seu ministério. (Lc 19:1-10)

Se Jesus fosse neopentecostal, não pregaria nas sinagogas, mas na recém fundada Igreja de Cristo, e Judas ao traí-lo não se mataria, mas abriria a Igreja de Cristo Renovada.

Se Jesus fosse neopentecostal, não diria que no mundo teríamos aflições, mas diria que teríamos sucesso, honra, vitória, sucesso, riquezas, sucesso, prosperidade, honra.... (Jo 16:33)

Se Jesus fosse neopentecostal, ele seria amigo de Pôncio Pilatos, apoiaria Herodes e só falaria o que os fariseus quisessem ouvir.

Certamente, Se Jesus fosse neopentecostal, não sofreria tanto nem morreria por mim nem por você... Ele estaria preocupado com outras coisas. Ainda bem que não era.


Fonte:
Fé & Razão/O Fariseu












quarta-feira, 8 de agosto de 2012

The ARROWS - Nas Palavras de Satanás




Estive aqui desde o início
Sei exatamente como você funciona
Eu sei todos os seus desejos
Sei o que faz você perder as estribeiras
Estive mentindo desde o início só para lhe fazer ter um papel na minha vingança infinita contra o Deus Pai

Ódio
Tudo o que ele é
E te faço odiá-lo também
Fazer você odiá-lo com suas ações é tão fácil para mim
Porque você gosta ...
O pecado é bom para o ego ...
Você ama ...
Oh, vamos querido

E todo o tempo, eu estou te enrolando
Como o meu perfeito pequeno fantoche, você é meu robô favorito, bem-vindo ao show, mas eu estou vendo você e todos do inferno estão comigo também fazendo minhas mentiras parecerem verdade

Ah, e sempre tem uma mentira que funciona pra todo mundo, todo mundo
Uma mentira que abre seu coração para que eu possa ter um pouco mais do seu livre-arbítrio
Eu estou enrolando você
Enrolando você
Dá-me o controle é por isso que eu estou dizendo a você
Vendendo você
Nada
Tudo
Apelando para o seu jeito humano de ser e eu uso tudo contra você só para impedir seus olhos de ver além da vida que você leva
Além do momento em que você está
Além do prazer do seu pecado

Ou do cigarro que você está fumando
Sufocando em sua luxúria
Eu vou fazer você bêbado com orgulho
Tão profundamente afundando em meu sistema que você não vai ver a luz
Não importa se eu estou afogando você
Eu continuo te enganando ...

Porque eu não te conto
Que o Deus nos céus
Quem ama você
Quem anseia por você
Eu não te conto
Sobre a liberdade do perdão e da verdade
Por que eu iria dizer?
Por que eu iria dizer a verdade?

Mas eu vou dizer que há milhões de anos explodiu um acidente
E você é o resultado desse desconhecido cósmico sem nenhum propósito real
Criado por nenhuma intenção real
A razão da sua existência é mera coincidência
Assim, tudo o que resta é o que você pode ganhar
Qualquer coisa que você anexar ao seu dia você decide
Mmm, mas eu o ajudo a reconhecer as coisas importantes na vida
Introduzindo: dinheiro, é a raiz de todo mal, eles dizem assim
Eu te faço ter a importância do salário que te pagam, escravo de sua propriedade
Suas joias
Seus carros coisas
Anúncios que ficam na TV para que você queria aquela joia
Vendendo pouco a pouco os pedaços da sua alma
Subindo a escada do controle econômico
Ah, a ganância do homem o torna tão fácil para perverter o plano do Pai

Ou eu vou te dizer ...
Existe um paraíso, mas há muitas maneiras de entrar nele
O mantenho confuso para que você continue ligado ao seu pecado
Digo que existem muitos caminhos para o mesmo Deus
Mantenho-o distraído com os seus métodos para que o seu coração fique duro,
Eu vou fazer você achar que tem espiritualidade, mas é realmente apenas alquimia emocional
Ah, a vaidade da auto-idolatração eu nunca deixarei você ver que isso perdura
Hedonismo! Whoo!
E é o hino desta geração
Vamos lá, beber, cheirar ele, fuma, engoli-lo
Mastigar minha ilusão de liberdade até que você vomitar

E eu ainda não te conto
Que o Deus nos céus
Quem ama você
Quem anseia por você
Eu não te conto
Sobre a liberdade do perdão e da verdade
Por que eu iria dizer?
Por que eu iria dizer a verdade?




Quem quiser fazer o download da música é só clicar aqui.















quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Encontrada suposta ossada de João Batista



Uma ossada encontrada em uma igreja búlgara em 2010 pode, efetivamente, ser de São João Batista, segundo pesquisadores da Universidade de Oxford, Grã-Bretanha, que submeteram os ossos a uma nova datação de carbono 14.

A falange analisada em Oxford é, de fato, datada do século I, correspondente à época em que o pregador, parente de Jesus, teria vivido, segundo diferentes textos religiosos, indicou a universidade em um comunicado.
Reconhecendo a surpresa ao constatar a idade avançada da ossada, os cientistas destacaram, contudo, que esta datação não basta para autentificar a relíquia.

A descoberta ocorreu em 2010 por arqueólogos que faziam escavações em uma antiga igreja situada em uma ilha búlgara denominada Sveti Ivan, que significa, literalmente, "São João".
Do chão localizado perto do altar, eles extraíram um pequeno sarcófago de mármore contendo restos humanos - entre os quais uma falange, um dente e a face de um crânio -, bem como três ossos de animais.

Thomas Higham e Christopher Ramsey tentaram datar os ossos humanos, mas apenas um deles, a falange, ainda continha suficiente colágeno (uma proteína fibrosa) para permitir uma boa datação por carbono 14, forma de carbono radioativo, portanto instável.
"Nós ficamos surpresos que a datação tivesse revelado uma idade tão avançada. Nós pensamos que os ossos fossem mais recentes, talvez dos séculos III ou IV. Contudo, os resultados são realmente coerentes com qualquer um que tenha vivido no século I", declarou o professor Higham em um comunicado.
"Se se trata de São João Batista ou não é uma pergunta que nós não podemos e provavelmente nunca poderemos responder", assegurou.

Outros cientistas, da Universidade de Copenhague, reconstituíram uma parte do genoma de três ossos. As sequências de DNA obtidas mostram que pertenceram a um único indivíduo, provavelmente do sexo masculino, portador de genes característicos do Oriente Médio, de onde São João Batista era originário.
Ao lado do sarcófago, os arqueólogos búlgaros também encontraram uma pequena caixa de tufo, uma rocha vulcânica, com inscrições em grego antigo mencionando explicitamente São João Batista.

O texto em questão pede a ajuda de Deus para "nosso servo Thomas", que segundo certas teorias teria ficado encarregado de levar estas relíquias para a ilha búlgara.
A análise desta caixa revelou que ela seria, possivelmente, originária da Capadócia, uma região da Turquia.
Para os cientistas búlgaros, as ossadas provavelmente chegaram à ilha procedentes da Antióquia, cidade turca onde a mão direita de São João foi conservada até o século X.


vi aqui no Notícias Cristãs










sexta-feira, 27 de julho de 2012

O sonho que tive esta noite...



foi um exemplo de amor
sonhei que na praia deserta
eu caminhava com o nosso Senhor

Ao longo da praia deserta
quis o Senhor me mostrar
cenas por mim esquecidas
de tudo o que fiz nessa vida
Ele me fez recordar

Cenas das horas felizes
que a mesa era farta na hora da ceia
por onde eu havia passado
ficaram dois pares de rastros na areia
então o Senhor me falou:
- Em seus belos momentos passados
para guiar os seus passos Eu caminhava ao seu lado.

Porém a minha falta de fé
tinha que aparecer
quando passavam as cenas
mais tristes de todo o meu ser

Então ao Senhor reclamei:
- Somente um rastro ficou
quando eu mais precisava
quando eu sofri e chorava o Senhor me abandonou.

Naquele instante sangrando que Ele abraçou-me dizendo assim:
- Usei a coroa de espinhos morri numa cruz e dúvidas de Mim.
Filho esses rastros são meus
ouça o que vou lhe dizer
nas suas horas de angústias Eu carregava você.













Muitos são os que se dizem filhos de Deus...



mas, quase nenhum desses o são de verdade. Nunca ouviram a voz do Senhor, nunca viram ao Senhor e muito menos praticam as obras do Pai.

Certaz vez, Jesus disse à alguns que se diziam ser filhos de Abraão que, se eles realmente fossem filhos dele, praticariam as suas obras, e fazendo isso saberiam que Ele era o Senhor, porque Abraão o sabia. Mas como não praticavam as obras dele e portanto não o reconheciam como o Senhor, não poderiam então ser chamados assim.

A maior parte desses, digo 99%, que se dizem filhos de Deus, não o podem portanto serem assim chamados. Por quê ? Porque não praticam as obras do Pai.

Eles semeiam ganância, ira, inveja, engano, ódio, roubo e todo o tipo de maldade. E essas, não são obras do Pai, e sim do diabo. Portanto, se praticam as obras do diabo, eles serão chamados filhos de quem ?

pense nisso...











sexta-feira, 6 de julho de 2012

As ondas vêm e vão...



o vento a soprar, trazendo o som do mar
A chuva a cair o som que faz ninar, me faz querer sonhar

E qual será o som que sai de mim Senhor, o som do meu coração?
Será que seria bom me unir a criação em um concerto uma só canção

Um instrumento eu sou, desafinado estou, e hoje nem cordas me restou
Mas o dono do louvor Maestro e Criador, faz de mim a melodia do amor

E qual será o som que sai de mim Senhor, o som do meu coração?
Vou unir minha voz então a toda a criação em um concerto uma só canção

E mesmo se o som da minha vida, as vezes tão ferida cair de tom
Saiba Pai que a cada frase escrita a nota mais bonita será a Tua mão

E qual será o som que sai de mim Senhor, o som do meu coração
Vou unir minha voz então a toda a criação em um concerto uma só canção














quinta-feira, 7 de junho de 2012

Amazing grace...



how sweet the sound
that saved a wretch like me

well, i once was lost
but now i'm found
i was blind, but now i see

t'was grace
that taught my heart to feel
and grace my fear relieved

our precious debt
that grace of his
when i, i first believed

when we've been there
ten thousand years
bright shining is the sound

well, we know the last day
i'll sing God's sweet praise
and when we first begun

amazing grace
how sweet the sound
that saved a wretch like me

well, i once was lost
oh, but now i'm found
i was blind, but now i see

terça-feira, 22 de maio de 2012

Vai chegar o dia em que...


os mortos ressuscitarão
Você vai chorar por salvação
E o seu passado vai te condenar
Pelas mentiras e os crimes que cometeu
Pelas blasfêmias e o ódio que te moveu
Seus sonhos vão desmoronar

E não adianta chorar
Agora é tarde pra se arrepender
A espada que vai te julgar
Vai te fazer sofrer

Eu estou esperando... pelo juízo final













sábado, 19 de maio de 2012

Bem-aventurado aquele...



...que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos. Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem. A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa. Eis que assim será abençoado o homem que teme ao SENHOR. O SENHOR te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida. E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel.













quarta-feira, 16 de maio de 2012

Todo mundo cai de vez em quando...




E precisa encontrar força para levantar
Das cinzas e fazer um novo começo
Qualquer um pode sentir a dor
Você acha que é mais do que você pode suportar
Mas você é mais forte, mais forte do que você acha
Não desista agora
O sol em breve brilhará
Você precisa enfrentar as nuvens
Para ver o sol brilhando atrás

Eu vi sonhos que movem montanhas
Esperança que nunca se acaba
Mesmo quando o céu está caindo
Eu vi milagres acabarem de acontecer
Orações silenciosas sendo respondidas
Corações quebrados tornando-se novos em folha
Isso é o que a fé pode fazer

E não importa o que você ouviu
Impossível não é uma palavra
É apenas uma razão criada para alguém não tentar
Todo mundo morre de medo
Quando eles decidem dar um passo
Para fora da água
Vai ficar tudo bem
A vida é muito mais
Do que seus olhos estão vendo
Você vai encontrar seu caminho
Se você continuar acreditando

Eu vi sonhos que movem montanhas
Esperança que nunca se acaba
Mesmo quando o céu está caindo
Eu vi milagres acabarem de acontecer
Orações silenciosas sendo respondidas
Corações quebrados tornando-se novos em folha
Isso é o que a fé pode fazer

Supere a probabilidade
Você tem chance
(Isso que a fé pode fazer)
Quando o mundo diz que você não consegue
Ele vai dizer que você consegue!

Eu vi sonhos que movem montanhas
Esperança que nunca se acaba
Mesmo quando o céu está caindo
Eu vi milagres acabarem de acontecer
Orações silenciosas sendo respondidas
Corações quebrados tornando-se novos em folha
Isso é o que a fé pode fazer
Isso é o que a fé pode fazer!

Mesmo se você cair de vez em quando
Você terá a força para levantar















Quereis vós também retirar-vos?



Senhor, para quem iremos nós ? Tu tens as palavras da vida eterna.
E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente.












segunda-feira, 14 de maio de 2012

Bendito seja o Senhor...


...que de dia em dia nos carrega de benefícios; o Deus que é a nossa salvação. O nosso Deus é o Deus da salvação; e a DEUS, o Senhor, pertencem os livramentos da morte.











sábado, 12 de maio de 2012

Documentário - Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley




Olá meus amores. Trago-vos este documentário que se encontra no YouTube dividido em 18 partes. Esse documentário retrata a vida espiritual do conhecido Rei do Rock, Elvis Presley. A vida dele foi muito mais além de requebrados e "yeah-yeah-yeah", a vida desse grande homem com Deus foi muito profunda e impactante. Assista esse documentário e se emocione com o Elvis que poucos conhecem. Vale a pena.





Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 1




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 2




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 3




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 4




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 5




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 6




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 7




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 8




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 9




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 10




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 11




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 12




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 13




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 14




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 15




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 16




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 17




Tocou-me: A Música Gospel de Elvis Presley - Parte 18










Deus te abençoe!




O irmão mais velho do pródigo, perdido dentro da igreja



Jesus contou três parábolas sobre a alegria do encontro: A ovelha perdida que foi encontrada; o pastor chama todos para se alegrarem. A moeda perdida que foi encontrada; a mulher chama seus vizinhos para se alegrarem. O filho perdido que voltou para casa; o pai oferece uma festa e se alegra. Nessas três parábolas, a única pessoa que não está alegre e feliz é o irmão mais velho do pródigo.

No meio dessa festa do encontro, do resgate, da salvação, há uma voz que destoa. O filho mais velho está triste porque o pai recebeu o filho pródigo com alegria. O filho mais velho está irado porque o pai é misericordioso. O filho mais velho está do lado de fora, enquanto o filho pródigo está dentro da casa do pai.

Existe um grande perigo de se estar na casa do Pai, dentro da igreja, e ainda estar perdido. Esse filho, na parábola contada por Jesus, representa os escribas e fariseus, que se consideravam santos e desprezavam os outros. Esse filho representa aqueles que estão dentro da igreja, obedecendo a leis, cumprindo deveres, sem se enveredar pelos antros do pecado, pelos corredores escuros do mundo e que, ainda assim, estão perdidos.


Vive dentro da igreja, mas desobedece aos dois principais mandamentos da Lei de Deus


Jesus ensinou que os dois principais mandamentos da lei são amar a Deus sobre todas as coisas e amar o próximo como a si mesmo. Esse filho quebrou esses dois mandamentos: ele nem amou a Deus, representado pelo pai, e nem o seu irmão. Ele não perdoou o pai por haver recebido o filho pródigo, nem perdoou o irmão pelos seus erros. Há pessoas que estão na igreja, mas não têm amor por Deus nem pelos perdidos. Estão na igreja, mas não amam os irmãos. Sem amor, nossa fé é vazia. Sem amor, nossos dons são inúteis. Sem amor, nossas obras são desprovidas de valor. O amor é a evidência do discipulado. O amor é a apologética final. Não nos tornamos conhecidos como discípulos de Cristo pelo conhecimento, mas pelo amor. Não provamos nossa conversão pelo discurso rebuscado, mas pelo amor ao próximo, pois aqueles que não amam nunca viram a Deus e ainda permanecem nas trevas. O amor não é apenas um sentimento, é uma atitude.


Vive dentro da igreja, mas esta confiado na sua própria justiça


O irmão do filho pródigo era veloz para ver o pecado do seu irmão, mas não enxergava os seus próprios pecados. Ele era cáustico para condenar o irmão, enquanto via a si mesmo como o padrão da obediência. Os fariseus definiam pecado em termos de ações exteriores, e não atitudes íntimas. Eles eram orgulhosos de si mesmos. Como o profeta Jonas, esse filho mais velho obedecia ao pai, mas não de coração. Ele trabalhava com intensidade, mas não por amor. Há muitas pessoas que estão na igreja, mas cujo coração está duro como uma pedra. vivem no reduto evangélico, mas são duras no trato. Trabalham na obra, mas são motivadas pelo egoísmo. Obedecem aos preceitos externos da lei, mas nada conhecem acerca do espírito da lei. São peritas em guardar preceitos e mais preceitos, mas não passam no teste dos relacionamentos. Preferem esmagar os fracos a dar-lhes uma chance de restauração. Preferem esmagar a cana quebrada a tratar os feridos com sensibilidade. Preferem apagar a torcida que fumega a alimentar as chamas do amor e investir na vida das pessoas. Vivem na casa do Pai, mas não conhecem o coração do Pai.


Vive dentro da igreja, mas não é livre



Ele não vive como uma pessoa livre, mas como um escravo. É um jornaleiro, e não um filho. Pega pesado na labuta, mas não desfruta daquilo que pertence ao pai. É dono de tudo, mas não usufrui de nada. É herdeiro do pai, mas sente-se como um escravo. A espiritualidade desse filho mais velho é timbrada por um legalismo doentio. Sua religião é rígida. Ele obedece por medo ou para receber elogios. Faz as coisas certas com a motivação errada. Sua obediência não provém do coração. Ele anda como um escravo (Lucas 15:29). O verbo grego que aparece no texto é douleo, que significa "servir como escravo". Ele nunca entendeu o que é ser filho. Nunca usufruiu nem se deleitou no amor do pai. Servir ao pai, para ele, é um peso, um fardo, uma obrigação pesada. Ele vive sufocado, gemendo como um escravo. Está na igreja, mas não tem prazer. Obedece, mas não com alegria. Está na casa do Pai, mas vive como escravo.


Vive dentro da igreja, mas está com o coração cheio de amargura


Vamos destacar alguns pontos:

Em primeiro lugar, ele tem um complexo de santidade. Por isso rejeita os marginalizados (Lucas 15:29,30). Ele estava escorado orgulhosamente em sua religiosidade, arrotando uma santarronice discriminatória. Só ele presta; o pai e o irmão estão debaixo de suas acusações mais veementes. Sua mágoa começa a vazar. Para ele, quem erra não tem chance de se recuperar. O seu vocabulário não tem a palavra perdão. Na sua religião, não existe a oportunidade de restauração.

Em segundo lugar, ele se sente injustiçado pelo pai. Acusa o pai de ser injusto com ele só porque perdoou o irmão. Na religião dele não havia espaço para a misericórdia, o perdão e a restauração. Ele se achava mais merecedor que o outro. Sua religião estava fundamentada no mérito pessoal, e não na graça. É a realidade da lei, do legalismo, e não da graça nem da fé que opera pelo amor.


Em terceiro lugar, ele não perdoa nem restaura o relacionamento com o irmão (Lucas 15:30). Ele não se refere ao pródigo como irmão, mas diz: esse teu filho. A Bíblia diz que quem não a seu irmão até agora está nas trevas (1 João 2:11). Ele desconhece o amor. Ele vive mergulhado no ressentimento. Ele vê seu irmão como um rival. Na sua espiritualidade não há espaço para o perdão. No seu coração não há lugar para celebrar a restauração do caído. Para ele, não existe recuperação para o caído, não existe festa para o que retorna ao lar.


Em quarto lugar, o ódio que ele sente pelo irmão não é menos grave que o pecado de dissolução que o pródigo cometeu fora da igreja (Gálatas 5:19-21). Quando trata das obras da carne, a Bíblia fala sobre três pecados na área da imoralidade e nove na área de mágoa, ressentimento, ira. A falta de amor é um pecado tão grave como o pecado da vida imoral e dissoluta. Jesus disse que os publicanos e pecadores vão preceder os escribas e fariseus no reino dos céus. Isso porque, ao serem confrontados, aqueles se arrependem, mas os que se orgulham de sua justiça não se sentem pecadores e pensam que nada têm de que se arrepender.

Em quinto lugar, o ressentimento o isola do pai e do irmão. Quando uma pessoa guarda ressentimento no coração pelo irmão que falhou, perde também a comunhão com o Pai. Ele se recusa a entrar, fica fora da celebração. Mergulha num caudal de amargura. Ele diz para o Pai: esse teu filho. Mas o Pai o corrige e lhe diz: esse teu irmão (Lucas 15:30-32).



Vive dentro da igreja, nas presença do Pai, mas anda solitário


Ele anda sem alegria, sem amor, sem prazer. Vive na casa do pai, mas sente-se escravo. Está na casa do pai, mas não tem comunhão com ele. Quantos estão na igreja, mas nunca sentem o amor de Deus, a alegria da salvação, o prazer de pertencer a Jesus, a doçura do Espírito Santo. Vivem como órfãos: sozinhos, curtindo uma grande solidão e insatisfação dentro da casa do Pai. Quantas pessoas não têm amigos na igreja. Não se relacionam. A única coisa que sabem fazer é acumular cargos e mais cargos, assumir compromissos e mais compromissos, confundindo ativismo religioso com piedade. Precisamos entender que a nossa maior prioridade não é fazer a obra de Deus, mas ter intimidade com o Deus da obra. O Deus da obra é mais importante do que a obra de Deus. Ter comunhão com o Deus da obra é mais importante do que fazer a obra de Deus, porque Deus estão mais interessado em quem nós somos do que no que nós fazemos. Trabalho para Deus sem vida com Deus não agrada o coração de Deus.


Vive dentro da igreja, mas não se sente dono do que é do Pai



Ele era rico, mas estava vivendo na miséria. Muitos hoje estão vivendo um cristianismo pobre. Vivem sem alegria, sem banquete, sem festa na alma, só trabalhando e servindo. Deus tem uma vida abundante (João 10:10); Deus tem rios de água viva (João 7:38); Deus tem as riquezas insondáveis do evangelho (Efésios 3:14); Deus tem a suprema grandeza do seu poder (Efésios 1:19); Deus tem a paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4:7); Deus tem alegria indizível e cheia de glória (1 Pedro 1:8); Deus tem vida de delícias para a sua alma. Esse filho não tem nenhum proveito na herança do pai. Ele nunca fez uma festa. Nunca celebrou com seus amigos. Nem sequer um cabrito ele comeu. Nunca saboreou as riquezas do pai. Ele não tem comunhão com o pai: é como Absalão, está em Jerusalém, mas não pode ver a face do rei. Ele está na igreja por obrigação. Ele não toma posse do que é seu. É como o homem que fez um cruzeiro de navio e levou o seu lanche. Vendo as pessoas comendo os pratos mais deliciosos, guardou dinheiro para comer uma boa refeição no último dia. Só então ficou sabendo que todos aqueles banquetes já estavam incluídos na passagem.

O mesmo pai que saiu ao encontro do filho pródigo para abraçá-lo sai para conciliar este filho (Lucas 15:31). O remédio para este filho é o mesmo do outro: confessar o seu pecado. Mas ele ficou do lado de fora. Perdido dentro da casa do pai. Não fique do lado de fora. Venha e desfrute da festa que Deus preparou!




do livro - Com Jesus na Escola da Vida / Hernandes Dias Lopes









Deus te abençoe!



quinta-feira, 10 de maio de 2012

Toda noite quando está pra terminar...



 Deixa mais intensa a escuridão O vento sopra frio e já não há luar E tudo se esconde em densa sombra então Nessas horas eu posso recordar o que aprendi A alegria vem quando a luz raiar Toda noite tem seu começo e seu fim Vou sorrir quando o sol chegar

Quanto mais escura for a noite Quanto mais o tempo se estender Mais e mais eu ponho a fé em Cristo Sei que um dia vai aparecer Quanto mais a névoa aumentar Quanto mais a dor me atingir Mais e mais eu creio na promessa Meu Senhor virá Vou sorrir quando o Sol chegar

Longe esteja meu orgulho e meu prazer E não na rude cruz, no meu Salvador Quem sou eu pra não querer dar vida ao sofrer O servo não é mais que seu Senhor Nessas hora eu posso confiar no que aprendi Pela graça e fé o justo viverá O pecado em breve terá o seu fim Vou sorrir quando o sol chegar.

Quanto mais escura for a noite Quanto mais o tempo se estender Mais e mais eu ponho a fé em Cristo Sei que um dia vai aparecer Quanto mais a névoa aumentar Quanto mais a dor me atingir Mais e mais eu creio na promessa O Meu Senhor virá Vou sorrir quando o Sol chegar

Pra limpar dos meus olhos toda lágrima Pra afastar toda a dor que me assombra Destruir essa morte já vencida Que sobrar no peito há vida

Quanto mais escura for a noite Quanto mais o tempo se estender Mais e mais eu ponho a fé em Cristo Sei que um dia vai aparecer Quanto mais a névoa aumentar Quanto mais a dor me atingir Mais e mais eu creio na promessa O Meu Senhor virá Vou sorrir Quando o Sol Chegar



Priscilla Gollub - Quando o Sol Chegar













"Ritos" Neopentecostal - Caio Fábio














pois é, pois é, pois é...




 

D.D.G. Experience - Juninho Afram














Deus cuida de nós...




 "E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados."
Mateus 10:30





vi aqui no blog do Vitor - O Fariseu
















Erro de cálculo fatal



Um professor de escola dominical contou às crianças a parábola de Lucas 16 sobre o homem rico e o mendigo Lázaro. O rico vivia na abundância sem se preocupar com sua alma. O mendigo era temente a Deus. Após a morte de ambos, o mendigo entrou no paraíso, enquanto o rico foi ser atormentado. O professor explicou a história e perguntou: “Agora, crianças, qual dos dois vocês gostariam de ser?” Um menino respondeu: “Eu queria ser o rico nessa vida e o mendigo quando morrer”.

Sem perceber, o garotinho repetiu o princípio pelo qual a maioria vive: comem, bebem, e gastam seus dias como bem entendem, esperando que Deus as leve ao paraíso celestial, o mais tarde possível, é claro! Cometem um gravíssimo erro de cálculo: “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna” (Gálatas 6:7-8).

Uma vida sem Deus termina na eternidade de tormento sem Deus também!


vi aqui - Blog do Francisco Evangelista